quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Re Tomando

Já faz um bom tempo
Um longo tempo jaz
Daquilo que não escrevo
Urgência de tanto faz

Tanto fêz que não aguento
Foi-se o tempo do talvez
Agora só aqui num tento
Rascunho de insensatez

Meio estranho é, eu sei
Sempre tentando retomar
Quem já foi filho de rei
Tem pouca história pra contar

Não canso de tentar
Escrever algo que preste
No susto, tentar acordar
Louco, tomado pela peste.