sábado, 8 de março de 2014

Dia 08 de março

Declarar ao mundo a paixão por uma mulher diria que é até coisa simples. Tem vários jeitos, dos piores aos mais encantados. Mas, para dizer deste dia, como se sabe, a mulher é uma construção subjetiva, nunca é dada assim, de maneira fácil.  Já o homem, quantos podem no mundo ocupar este lugar, longe de ser menino?
Neste dia, digo para minha mulher o quanto ela me deixa intrigado, quantos enigmas ela me convoca a descobrir. E vou em frente pois, quero saber tudo dela, quero seguir com ela...
Neste dia, que também vale dizer, minha mulher que admiro, que escolhi e fui escolhido nesta história,  que ela deixa tão bonita, tão emocionante, que me ajudou a ser homem, me apontando muitas vezes, o caminho deste lugar.
Me deu filhas, lindas... que me fizeram pai.
Me mostrou que amor não é uma magia infantil dos contos de fadas mas, exige sempre dedicação...
Só uma mulher é capaz de fazer tudo isso, simplesmente sendo mulher...
Parabéns por esse dia Suzy.

terça-feira, 4 de março de 2014

Ontem fugimos e acabamos no cinema... no caminho tocava um Cd do Chico.
O filme: "Ela".
Duas horas de um romance estranho, sofrido e delicado. Muito bom. Ao sairmos, em meio ao silêncio,  meio abalados (como a arte deve deixar) entramos no carro e... "Joga o paio, carne seca,
Toucinho no caldeirão
E vamos botar água no feijão..." Desliguei rápido o som e caimos na risada misturados pelo impacto do filme e o destino de uma alegria que se atravessou no caminho.