sexta-feira, 2 de outubro de 2015

A escolha de voar ou quem não conhece janelas

É uma escolha dos pássaros voarem?
Um aqui ficou preso na varanda.
Pássaros não conhecem janelas.
Vai ver que não precisam, menos ainda de portas.
Aqui, se batia contra o vidro.
Corri para ajudá-lo dizendo, calma calma...
Pássaros não entendem palavras. Só cantam músicas de dias de sol e flores.
Peguei ele com cuidado. 
Pássaros não nos querem perto, nem para cuidar.
Abri o pano que o cobria.
E ele ficou mais alguns segundos ali, imóvel. E voou.
Pássaros só querem voar e cantar. E também a quirera que deixo ali no jardim.
E eu escolhi andar, falar e escutar os homens que escolheram voar, cantar, sonhar...
Quem tem asas, que voe.
Escolhas...