quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Para quem nasce em plena luta

Ei menina!
Eu não te conheço e você não me conhece.
Eu te vi numa foto apenas.
Você tão frágil. Tinha acabado de nascer.
Sei que sua irmã seguiu em frente após luta como a tua.
Mas saiba, ninguém te deixou pra trás.
Todos te esperam ali, logo ali! Se pudesse eu te mostrava que falta bem pouco e logo estará com os teus mais queridos, que tanto desejam as tuas vitórias.
Meninas que já nascem em plena luta, mergulhadas no combate verdadeiro, já crescem em força de sopros e em ventos, espalhando vida e fazendo luz nos cantos de escuridão.
Ei menina!
A vida te espera!